espaço que alicia o pensamento, particularmente o perverso
24
Jan 05
publicado por rogerio, às 18:09link do post | comentar
“Sem dúvida um grande homem!” dirão alguns; “Sem dúvida um homem grande”, dirão muitos. A verdade é que ele é exactamente isso: um misto de homem grande e de grande homem. Um homem sem pudor ou sem qualquer tipo de preconceitos. Fala de pornografia e de sexo de forma natural e admite que tenha feito uso da cocaína em tempos mais conturbados; faz aquilo que mais gosta, que é fazer sexo, e ainda ganha dinheiro por isso; assume-se como um jogador e estratega e é exímio na execução dos seus planos.
Se o conservadorismo tivesse um extremo, esse extremo chamar-se-ia ‘Frota’. É um anti-conservador; um homem que chocou com os ideais do país, mas que no entanto se entrosou bem na sociedade portuguesa.
Se calhar os opostos realmente atraem-se. Frota, o “muito à frente”, e Portugal, o país retrógrado, dos brandos costumes, da incompetência jurídica, dos atrasos governamentais, dos políticos corruptos, das aparências e da ginástica orçamental. Um país sem medidas fortes e consistentes. Onde é proibido o galheteiro nas mesas dos restaurantes e onde é permitido que se fume sem qualquer restrição. Por amor de Deus! Agora vou ter que gamar com o tipo do lado entusiasmado a lançar fumos para as minhas vestes e a maltratar os meus pulmões, mas devo perceber, no entanto, que o melhor para o país é não juntar o azeite com o vinagre, porque simplesmente desprestigia o azeite e é um mal para a saúde pública! Daqui a pouco proíbem o ketchup e o sal, depois dizem que o açúcar deve ser usado em pacotes ainda mais pequenos, e por fim acabam com o uso do fermento em pó…Este país não para de me surpreender! São surpresas atrás de surpresas.
Oh Frota! Tu é que devias meter ordem no país! Por seres grande, impões respeito, e pelas tuas ideias inovadoras assustas qualquer conservador e fazes o país crescer em menos de nada…temos candidato! E quem é que se importa que ele seja brasileiro? Um brasileiro a assegurar a governação de Portugal seria das medidas menos conservadoras que se poderia adoptar. E se o ministro da defesa fosse ucraniano? Essa seria outra medida de louvar. Os brasileiros e ucranianos passavam a ser vistos com outros olhos e melhorava-se a política do país para com os emigrantes, que são no fundo aqueles que mais fazem pelo desenvolvimento da nação! (Não convém esquecer de um angolano ou moçambicano para ministro das obras públicas!)
“Um país descaracterizado…”, dirão ainda assim alguns intelectuais de direita ou esquerda, ou mesmo qualquer estafermo sem orientação política. Eu respondo da forma mais simples possível: A descaracterização do país começou no dia em que os portugueses resolveram partir do país nas suas caravelas para ir saquear os pobres povos das terras mais longínquas. Sem a riqueza proveniente do saque, o nosso país não seria mais que um país à beira-mar plantado, sem monumentos e com uma riqueza histórica quase inexistente. Em Sagres, provavelmente estaria escrito numa pedra qualquer: “Daqui partiram as caravelas [mas] para ir pescar bacalhau e peixe espada.” Esse, sim, seria o cenário de uma país pouco ou nada descaracterizado. Vasco da Gama não passaria de um mito, Cristovão Colombo nunca teria passado por Portugal (só se fosse pescador de bacalhau ou peixe espada) e Camões, em vez d’ “Os Lusíadas”, teria escrito “A Faina”. A Madeira muito provavelmente não teria sido descoberta, e “o nativo” Alberto João não teria qualquer razão para dizer mal do continente, pela simples razão de o não conhecer.
Se querem um país caracterizado, então mantenham os pedófilos e corruptos no poder. Que é o mesmo que dizer: Deixem o país seguir o seu rumo!
Se, por outro lado, querem um país diferente e inovador, que despenalize o consumo de drogas e que crie condições humanas para os drogados, que proíba o tabaco nos locais públicos, que despenalize o aborto, que seja a favor da regionalização e da proliferação das sex shops…então votem Frota!


A menos de um mês das eleições legislativas.




A visita diária, está feita... espero por mais "notícias"... eheheh
Abraço :-)))
menina_marota a 1 de Fevereiro de 2005 às 13:49

Bem eu vou ficar aqui a ver no que isto vai dar...
Eca Wireless a 30 de Janeiro de 2005 às 14:02

Olá, roger. Falei de você, lá na SK. Espero que não se importe com a piadinha.
Em caso positivo, avise-me que modifico o texto.
Karinassa a 30 de Janeiro de 2005 às 09:43

O que houve? Não irá mais escrever?
Karinassa a 28 de Janeiro de 2005 às 11:15

Gostei da forma de exprimires a tua opinião. Pessoalmente, não gosto do Frota, já cá temos "malandros" que cheguem... Abraço :-)))
menina_marota a 27 de Janeiro de 2005 às 12:51

Parabéns!! Gostei do que li ( e soltei umas boas gargalhadas ), pela coragem ao expores as tuas idéias desse modo; apesar de não apreciar o Frota, provavelmente seja de figuras como ele ( e outras indicadas no texto ) de que o país precise nesta fase para evoluir. Boa sorte, e continuar a aparecer no meu cantinho. Bjs
fanfa a 27 de Janeiro de 2005 às 01:36

Sim, concordo com a proliferação das sex shops...
Couves a 26 de Janeiro de 2005 às 23:06

Não te tiro a razão qd falaste dos galheteiros e do tabaco, eu própria já escrevi sobre isso numa das minhas cartas, mas o Frota??
Sinceramente não me parece, a mim ele parece-me mais um bronco com a mania que é espertalhão. Não o admiro nem um pouco, pelo contrário. Mas enfim...é a minha opinião. Um beijo e obrigada pelo comentário.
Lianor Dias a 25 de Janeiro de 2005 às 12:13

O que não faltam por cá são "Frotas" a candidatos....apenas (em tamanho) um pouco mais pequenos...rs
docerebelde a 25 de Janeiro de 2005 às 12:12

:-)Bem visto. Muito embora eu pense que para um país pequeno os candidatos devam ser também pequenos...Um abraço e contrinuação de bons textos....
Lus a 25 de Janeiro de 2005 às 00:51

mais sobre mim
Janeiro 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14

21
22

23
25
26
27
28
29

30
31


arquivos
2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

2005

pesquisar neste blog
 
blogs SAPO